Como calcular o frete de forma eficiente [com fórmula!]

Calcular o frete de maneira eficiente pode ser uma ótima estratégia para aumentar sua taxa de conversão.

Entrega rápida e preço justo. Hoje, os consumidores querem o melhor dos dois mundos, porém, é preciso entender as variáveis que envolvem a cobrança do frete para não sair no prejuízo.

Nesse artigo, você vai entender como calcular o frete de maneira economicamente viável, prezando pela qualidade da entrega e a experiência do cliente.

Por que calcular o frete é importante?

O frete impacta diretamente na conversão. Segundo pesquisa da Econsultancy, 40% dos entrevistados desistem da compra quando as informações de custo e de frete não estão óbvias ou de fácil acesso. Além disso, para 55% dos respondentes, os altos custos do frete são um fator determinante na hora de decidir pela compra ou não.

Portanto, para diminuir o abandono de carrinho no e-commerce, é fundamental entender como calcular o frete de maneira eficiente. Ademais, oferecer múltiplas opções de é essencial. Mais do que nunca, o cliente busca autonomia, praticidade e poder de escolha na hora da compra.

Do ponto de vista dos negócios, calcular o valor do frete é fundamental, impactando diretamente na competitividade, eficiência operacional e rentabilidade. Aqui estão algumas razões pelas quais calcular o frete é importante:

  • Permite que as empresas otimizem seus custos de transporte e ofereçam preços mais competitivos;
  • Ajuda a reduzir os custos de transporte e também custos associados, como embalagem, manuseio e taxas de transporte.
  • O cálculo do frete está diretamente ligado à eficiência logística, ajudando a determinar rotas inteligentes e utilizar práticas de packing eficazes
  • Informações precisas sobre custos de frete ajudam decidir melhor sobre modais de transporte, fornecedores e estratégias de frete grátis

Fornecer informações claras sobre o custo do frete cria transparência e constrói confiança com os clientes.

Elementos para considerar na hora do cálculo

A taxa de frete compreende ao transporte de mercadorias do ponto A ao ponto B e antes de pensar na melhor estratégia, é preciso entender alguns dos principais elementos que um operador logístico ou transportadora, consideram na hora de colocar essa conta no papel:

  • Peso: normalmente, o frete tende a ser calculado por quilo transportado;
  • Cubagem: relação entre o peso e o volume ocupado pelo produto;
  • Distância percorrida: distância entre o endereço de coleta e o de entrega (km rodado);
  • Valor na nota fiscal: produtos mais caros tendem a ter um frete mais caro pois incluem custos mais altos de seguro;
  • Taxas e impostos: além de eventuais pedágios, o transporte de produtos inclui taxas e impostos que afetam o valor do frete, como o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias), por exemplo;  
  • Outras variáveis: nível de periculosidade, dificuldade de acesso ao local e características da carga (frágil ou não), são aspectos que também influenciam o valor do frete.

É importante destacar que o cálculo do frete pode ser feito pelas transportadoras e também pelos Correios. A lista acima contempla os elementos utilizados pela maioria das transportadoras. Já o cálculo feito pelos Correios considera os seguintes pontos:

  • Peso do objeto;
  • Volume total;
  • Preço do produto;
  • Distância percorrida. 

Essas são as duas principais formas de calcular o frete. 

Como calcular o frete na prática [com fórmula]

A seguir, separamos o passo a passo de como você pode calcular o valor do frete:

1. Peso e dimensão da mercadoria

Vamos considerar que você precisa despachar um produto que pesa 400 gramas, enviado em uma embalagem com as seguintes medidas: 19 x 14,5 x 10 cm.

2. Cubagem

Tanto os Correios quanto as transportadoras utilizam o peso cúbico em seus cálculos. A fórmula utilizada é:

Peso cúbico = Comprimento x Largura x Altura / 6000

  • O fator 6000 é uma medida padrão definida pela IATA (Entidade Internacional das Empresas Aéreas) para calcular a relação entre volume e peso.

Conta:

Peso cúbico = 19 x 14,5 x 10 cm / 6000

Peso cúbico = 2.755 / 6000 

Peso cúbico = 0,4591 kg 

Para calcular o frete, utilizamos o peso cúbico de 459g, maior que o peso bruto de 400g.

3. Distância entre o local de coleta da encomenda e o destinatário

As transportadoras costumam cobrar um valor específico por quilômetro, e esse valor varia de acordo com o peso cúbico, taxas e seguro da mercadoria.

Quer tomar decisões mais estratégicas? Baixe o e-book “Gestão logística por KPIs” e aprenda a medir e melhorar o seu desempenho com 5 indicadores utilizados por Luiz A. Vergueiro, cofundador da ImLog e Diretor de Operações do Mercado Livre.

Cálculo do frete: Correios x transportadoras

Uma vez que você já tem as dimensões do pacote e a distância percorrida, pode orçar o valor do frete nos Correios e transportadoras.

Os Correios calculam o frete automaticamente, basta acessar a página de cálculo de preços e prazos de entrega da empresa e preencher as informações solicitadas – normalmente CEP de origem e destino, peso, formato e medidas do pacote e tipo de serviço (PAC, Sedex, carta registrada, Sedex 10 etc).

No caso das transportadoras, muitas utilizam calculadoras personalizadas ou fazem um orçamento para cada cliente utilizando sua própria tabela de preços – levando em conta os elementos que já citamos e que também podem variar de empresa para empresa.

Tanto os Correios quanto as transportadoras disponibilizam contratos específicos, que podem conter preços mais atrativos e serviços exclusivos. 

Leia também: Como calcular o frete por km rodado [com passo a passo]

Um bom frete impacta diretamente na conversão

Como vimos, o valor do frete pode influenciar e muito na conversão, principalmente se tem um baixo custo para os consumidores. Essa demanda por economia foi um dos grandes impulsionadores do frete grátis, tática utilizada por empresas como a Amazon para conquistar os clientes.

Além do preço, a empresa fundada por Jeff Bezos é uma referência quando se trata de inovação na hora da entrega. Em 2023, a bigtech anunciou parcerias tecnológicas estratégicas para acelerar a entrega nas comunidades de São Paulo, e mais recentemente, começou a entregar produtos sem caixa para aumentar a eficiência.

Apesar de aumentar a preferência dos consumidores, o benefício do frete grátis deve ser pensado estrategicamente – não é para todos os produtos, nem para todas as situações de compra. 

“Por exemplo, uma empresa de entrega de bebidas, tem um bar do lado do outro, a empresa enche um caminhão inteiro todos os dias para entregar nesse bar. É a melhor condição nessa região, vai rapidamente esvaziar o produto, frete grátis pode ser viável aqui. Agora, numa empresa de e-commerce, que faz uma entrega num bairro, outra entrega em outro bairro, tem poucas entregas. A conta dela já é mais difícil. Talvez agregando outros transportadores, mas é complexo”

Luiz Augusto Vergueiro, cofundador da ImLog e Diretor de Operações do Mercado Livre

Uma coisa é certa, o frete é importante para a empresa porque é importante para o consumidor. Independentemente da gratuidade ou não, saber calculá-lo é essencial para não perder vendas e ganhar a fidelidade dos consumidores.

Quer saber mais sobre a Logística do Agora? Conheça a Imersão Executiva da ImLog e aprenda com quem já fez parte dessa transformação na prática.

  • Amanda Moura

    Amanda Moura é formada em Ciências Sociais e do Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e se dedica a estudar comportamento, consumo e tendências.

Newsletter ImLog

Cadastre-se e conheça a logística sob um novo olhar

Mais lidos

Assine a Newsletter da Imlog

Esteja sempre antenado sobre as últimas notícias do universo logístico!