JSL investe mais de R$300 milhões em expansão estratégica e setor florestal

Entenda os investimentos que estão posicionando a JSL como uma importante player em diferentes setores e como isso pode impactar o mercado.
Imagem de um caminhão da JSL

A JSL – uma das maiores empresas de logística do Brasil, com um valuation de R$ 2,5 bilhões na B3 – está investindo pesado em sua expansão estratégica.

Após apostar em uma frota seis vezes mais nova do que a média nacional, a empresa está realizando aquisições e assinando contratos para ampliar sua atuação em diferentes setores, como o de transporte e carregamento de madeira.

Botão para a Imersão Logística Executiva da ImLog

Aquisição da FSJ Logística (R$125 milhões)

No último dia 17, a JSL anunciou a compra da FSJ Logística por R$125 milhões. Essa é a oitava aquisição da companhia desde o IPO em 2020.

O objetivo é simples: ampliar a sua atuação no “middle-mile“, ou seja, estar presente na etapa de jornada do produto em que a transportadora captura os produtos em CDs fora dos centros urbanos e os leva para pequenos armazéns dentro das cidades, de onde vão para a última milha.

De acordo com Ramon Alcaraz, CEO da organização, esse tem se mostrado um bom negócio, já que a JSL tem gerado cerca de +2% sobre a receita líquida das companhias adquiridas, sem contar a possibilidade de compartilhamento de armazéns e rotas no futuro.

Contrato com a CMPC (R$190 milhões)

Além disso, a JSL também acaba de assinar um contrato de 60 meses com a CMPC, fabricante de celulose e papel, para o transporte e carregamento de madeira.

O investimento estimado é de mais de R$190 milhões em equipamentos e programas de formação profissional. Com esse contrato, a empresa terá a oportunidade de operar a logística de abastecimento de matéria-prima de ponta a ponta, transportando até 1,8 milhão de m³ de madeira por ano para a unidade em Guaíba (RS). Segundo Alcaraz:

“Trata-se de uma operação complexa cujos desafios são o carregamento e transporte da madeira de forma integrada e ininterrupta 24 horas por dia e sete dias por semana, em distâncias superiores a 500 km, regulando o fluxo de carregamento, descarga e cadência dos caminhões ao longo da rodovia”.

Tecnologia e inovação para gerar receita e sinergia na operação

Para garantir a eficiência das novas operações, a JSL está investindo em uma central logística integrada 24 horas, telemetria de última geração, sensores de fadiga e distração, salas de estimulação contra o sono, software de controle especializado e uso de máquinas de carregamento de madeira com eficiência superior.

Vale ressaltar que esse novo modelo de negócio irá gerar emprego para 565 novos colaboradores nas cidades gaúchas de Butiá, São Gabriel, Santa Maria, Manoel Viana e Rosário do Sul, em especial para motoristas e operadores, homens e mulheres, por meio de cursos e treinamentos locais.

Considerando-se o crescimento esperado, a JSL espera que esses investimentos gerem receita e sinergias suficientes para se pagarem. Mais que isso, com essas aquisições e contratos, a empresa pretende se consolidar ainda mais como referência no setor logístico nacional.

E se você quer saber mais sobre a Nova Logística, gerar novos negócios e compartilhar suas dores diretamente com os maiores especialistas do setor, participe da Imersão Executiva da ImLog e aproveite essa oportunidade!

  • Amanda Moura

    Amanda Moura é formada em Ciências Sociais e do Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e se dedica a estudar comportamento, consumo e tendências.

Newsletter ImLog

Cadastre-se e conheça a logística sob um novo olhar

Mais lidos

Assine a Newsletter da Imlog

Esteja sempre antenado sobre as últimas notícias do universo logístico!