Como a Eu Entrego planeja ampliar o seu faturamento em 50% ainda este ano

Após crescer 23% na receita em 2022, conheça os planos da Eu Entrego para expandir novamente o seu faturamento em 2023.
Um homem de camisa azul segurando uma caixa com a logo da Eu Entrego

A “última milha” (last mile) – etapa final da entrega, que vai do centro de distribuição até o endereço do cliente – sempre foi um dos grandes desafios do e-commerce global.

Afinal, é justamente nessa fase que costumam ocorrer problemas como atrasos, custos elevados, falta de rastreabilidade e insatisfação dos consumidores.

Para resolver esses gargalos, dois empreendedores seriais – Vinicius Pessin e João Machado – criaram em 2017 a Eu Entrego, uma plataforma que conecta varejistas a entregadores autônomos, para oferecer uma solução de entregas rápidas, econômicas e sustentáveis, beneficiando tanto os lojistas quanto os motoristas.

Atualmente, presente em todos os estados brasileiros, a logtech vem se destacando no desenvolvimento de tecnologia para transformar a gestão de entregas, tendo na sua carteira de clientes empresas como o grupo Boticário, Cobasi, Ri Happy, Riachuelo, Arezzo e Centauro.

A evolução da companhia

Desde sua fundação, a Eu Entrego vem crescendo e se consolidando como uma das maiores logtechs do Brasil.

Atualmente, com uma base com mais de meio milhão de motoristas, desses, quase 100 mil estão cadastrados e/ou ativos, em 300 cidades brasileiras com operação Same Day, a empresa planeja realizar mais de 6 milhões de entrega no país, por meio da expansão do serviço de ship from store (tecnologia que transforma lojas físicas em hubs logísticos).

O lançamento da plataforma Envoy, nesse sentido, também viabilizou a escalada das operações de varejistas com maior economia e eficiência, ampliando o “product market fit” dos clientes.

De acordo com levantamento realizado pela Exame, o software – desenvolvido com tecnologia própria – traz recursos como:

  • geolocalização inteligente adaptada para os desafios do Brasil; 
  • roteirização otimizada baseada em machine learning para aprimoramento das rotas; 
  • tracking em tempo real que permite a visualização do entregador e a sincronização da coleta, com comprovante de entrega e de pagamento; 
  • gestão de entregas por meio de torre de controle completa que favorece o acompanhamento de frota própria e terceirizada; 
  • e sistema de expedição eficiente que organiza todas as etapas, eliminando eventuais obstáculos da operação.

Nesse sentido, vale lembrar que em 2022, a startup registrou um aumento de 23% na receita em comparação ao ano anterior, em decorrência do avanço da omnicanalidade no e-commerce. Se comparados os períodos de maior procura pelo serviço, como Natal e Black Friday, esse crescimento ganha ainda mais expressividade (71%).

Caio Reina

“A última milha pode ser o momento mágico ou o trágico da experiência, porque não adianta você ter uma experiência de compra, de pagamento e de relacionamento perfeitos, se nesta última fronteira – quando o produto precisa chegar na porta do consumidor com o melhor estado de embalagem e conservação no tempo combinado –, você falhar. Todo o resto da experiência foi por água abaixo”.

Vinicius Pessin
CEO e cofundador da Eu Entrego
(em entrevista à Varejo SA)

Planos para aumentar o faturamento ainda em 2023

Com foco em oferecer opções logísticas de forma mais inteligente e apoiada em inovação, a empresa espera um resultado ainda mais promissor em 2023.

Atendendo atualmente a mais de 200 varejistas, a companhia fornece agora, inclusive, tecnologia para empresas que desejam fazer a gestão de suas entregas. 

O SaaS conhecido como Envoy, já ultrapassou 1 milhão de entregas e, em poucos meses de aplicação, já integra dezenas de clientes, seja com frotas próprias, seja com transportadoras terceirizadas.

De acordo com o CEO, Vinicius Pessin, a expectativa é que esse modelo de SaaS seja responsável por até 30% do faturamento da companhia neste ano.

Nesse sentido, a ampliação de 50% no faturamento também perpassa os planos de ultrapassar as 6 milhões de entregas, chegando a 600 cidades e a consolidação da estratégia de hubs metropolitanos de entregas.

Na contramão do mercado de trabalho, a organização planeja ainda ampliar o quadro de funcionários para seguir com importantes investimentos em tecnologia, ofertas e atendimento ao cliente, mirando, inclusive, na expansão da sua atuação para os seguintes segmentos: moda, farma, pet e eletroeletrônicos.

Quer saber mais?

A Eu Entrego vai apresentar um case de sucesso com seus clientes na Imersão Logística Executiva da ImLog.

Participe, não perca a oportunidade de ampliar seus conhecimentos e sanar dúvidas diretamente com experts do setor!

  • Amanda Moura

    Amanda Moura é formada em Ciências Sociais e do Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e se dedica a estudar comportamento, consumo e tendências.

Newsletter ImLog

Cadastre-se e conheça a logística sob um novo olhar

Mais lidos

Assine a Newsletter da Imlog

Esteja sempre antenado sobre as últimas notícias do universo logístico!