Logística de Armazenagem: o que é, etapas e como operacionalizar

A logística de armazenagem deve otimizar a gestão de estoques e garantir a eficiência na movimentação de mercadorias.
logistica-de-armazenagem-o-que-e-etapas-e-como-operacionalizar

A logística de armazenagem é essencial para o sucesso de qualquer operação. Se os processos logísticos são considerados o coração da logística, os armazéns podem ser comparados ao sangue que corre nas veias de qualquer empresa que entrega produtos físicos.

O mercado de gestão de armazéns foi avaliado em 4,16 bilhões de dólares em 2019 e deverá aumentar para 7,90 bilhões até 2027, com uma CAGR de 9,2%.

Mas afinal, qual a essência da logística de armazenagem? Quais elementos a compõem e como empresas podem impulsionar seus armazéns?

Neste artigo, vamos entender as engrenagens por trás da armazenagem, além de oferecer um passo a passo completo para qualquer empresa aplicar na operação hoje mesmo. Confira!

O que é logística de armazenagem?

A logística de armazenagem é essencial para uma gestão eficiente de supply chain, desempenhando um papel crucial na movimentação, armazenamento e controle de mercadorias.

Essencialmente, refere-se ao conjunto de práticas e processos que envolvem o recebimento, a estocagem e a distribuição de produtos, contribuindo diretamente para a otimização dos fluxos logísticos.

No atual cenário, onde a agilidade e a eficiência são imperativos, a logística de armazenagem se destaca como um elemento estratégico para a maximização da eficácia operacional. 

Afinal, a armazenagem vai além do aspecto físico, abrange uma organização inteligente dos estoques, a minimização de custos, e a resposta ágil às demandas do mercado.

Importância da logística de armazenagem:

A logística de armazenagem desempenha um papel fundamental na cadeia de suprimentos, impactando diretamente a eficiência operacional e a satisfação do cliente. Ao garantir que os produtos estejam prontamente disponíveis quando e onde são necessários, contribui para a redução de custos, o aumento da produtividade e a melhoria da competitividade.

Empresas que adotam práticas avançadas de logística de armazenagem experimentam inúmeros benefícios, entre os principais podemos destacar:

  • Cadeia de suprimentos mais resiliente;
  • Redução de desperdícios;
  • Capacidade de responder com agilidade às flutuações do mercado. 

Em suma, a eficácia do armazenamento não influencia somente a gestão interna, mas também fortalece a capacidade da empresa de se destacar em um ambiente de negócios altamente competitivo..

Na próxima seção, exploraremos de maneira mais detalhada o funcionamento prático da logística de armazenagem, destacando as operações-chave e a integração estratégica com outros elementos da cadeia logística.

Vale destacar que a logística de armazenagem não opera isoladamente, deve operar em harmonia com outras áreas em prol de um objetivo comum: garantir uma entrega pontual. Ou seja, sua otimização é essencial  para garantir um fluxo eficiente em toda a operação.

Quer descobrir como implementar as melhores práticas e inovações tecnológicas na sua operação? Conheça a Imersão Executiva da Imlog, a formação ideal para  líderes que desejam elevar sua operação para o próximo nível.

Como funciona a logística de armazenagem?

A logística de armazenagem é responsável pela gestão eficiente de estoques, além do  fluxo contínuo de mercadorias.

Para funcionar, envolve uma série de processos estratégicos e etapas para funcionar. A seguir, separamos algumas das principais etapas que garantem o pleno funcionamento da logística de armazenagem.

Recebimento de produtos

A logística de armazenagem começa com a recepção de produtos. Nesta fase, os itens são verificados, catalogados e registrados, garantindo uma entrada precisa e eficiente no sistema de armazenamento.

Armazenagem inteligente

A alocação do espaço é crucial para um armazenamento eficiente. Para alcançá-lo, a logística de armazenagem define estratégias de armazenagem inteligente para a organizar os produtos, considerando fatores como rotatividade, características específicas dos itens  demanda sazonal.

Gestão de estoques

A gestão de estoque é essencial para o sucesso. A  logística de armazenagem utiliza sistemas avançados para monitorar a quantidade disponível de produtos, evitando excessos ou escassez, e otimizando os níveis de estoque para atender à demanda de maneira precisa.

Separação e preparação de pedidos

Quando um pedido é recebido, inicia-se o processo de separação. Os produtos são retirados do estoque, embalados adequadamente e preparados para expedição, garantindo agilidade no atendimento ao cliente.

Métodos de armazenagem

No dia a dia complexo da operação, em que tudo deve funcionar adequadamente, a escolha do método de armazenamento desempenha um papel crucial na eficiência operacional. 

Por isso, separamos alguns dos principais tipos de armazenagem, e como cada um pode atender a uma necessidade específica da companhia:

A granel: esse tipo é Ideal para grandes quantidades de mercadorias homogêneas, minimizando a necessidade de manipulação constante e otimizando o espaço de armazenamento. As indústrias que mais utilizam esse modelo são as de agricultura,  indústria química e alimentícia. É mais utilizado em:

  • Agricultura: armazenamento de grãos
  • Indústria Química: materiais a granel
  • Alimentícia: ingredientes não perecíveis

Posicionamento fixo: este método atribui uma posição fixa para cada item no estoque, facilitando a localização rápida e eficiente. É mais utilizado em:

  • Manufatura: armazenamento de peças e componentes
  • Eletrônicos: estoque de componentes eletrônicos
  • Indústria Farmacêutica: estoque de matérias-primas

Armazenagem Dinâmica: funciona com base no princípio do “primeiro a entrar, primeiro a sair” (FIFO). Ideal para produtos perecíveis, promove uma rotação constante do estoque. É mais utilizado em:

  • Alimentícia: produtos perecíveis
  • Farmacêutica: medicamentos com data de validade
  • Varejo: gestão de estoque com alta rotatividade

Armazenagem por blocagem: agrupa produtos semelhantes em blocos específicos, facilitando a gestão e a localização de categorias específicas de mercadorias. É mais utilizado em:

  • Logística: agrupamento de produtos para facilitar o picking
  • Varejo: armazenamento de produtos similares
  • Distribuição: organização de mercadorias por categorias

Porta-paletes: como o nome já evidencia, esse modelo utiliza estruturas de paletes para organizar produtos, garantindo maior flexibilidade na movimentação e estocagem de mercadorias de diferentes tamanhos. É mais utilizado em:

  • Logística: armazenamento de paletes
  • Manufatura: estoque de produtos acabados
  • Varejo: armazenamento de mercadorias em grandes quantidades

Empilhamento: ideal para produtos robustos e não perecíveis, esse método permite empilhar itens uns sobre os outros, otimizando o espaço vertical. É mais utilizado em:

  • Construção: armazenamento de materiais de construção
  • Manufatura: estoque de produtos robustos
  • Madeireira: armazenamento de tábuas e vigas

Armazenagem automatizada: esse modelo incorpora tecnologia avançada, como sistemas automatizados de picking, transporte e empacotamento, para maximizar a eficiência e minimizar erros humanos. É mais utilizado em:

  • Logística: sistemas automatizados de picking
  • E-commerce: armazéns de fulfillment automatizados
  • Farmacêutica: armazenamento robotizado de medicamentos

Cross-Docking: o cross-docking reduz o tempo de armazenamento ao mínimo, direcionando produtos diretamente do recebimento para a expedição, ideal para mercadorias com alta rotatividade. É mais utilizado em:

  • Varejo: agilidade na movimentação de produtos
  • Distribuição Rápida: minimização de estoque
  • Produtos de Consumo Rápido: movimentação eficiente de mercadorias perecíveis

Cada tipo de armazenagem oferece vantagens específicas, e a escolha do método adequado depende das características do produto, demanda do mercado e objetivos operacionais. 

Principais desafios na logística de armazenagem

Embora a logística de armazenagem seja um elemento essencial para a eficiência operacional, enfrenta uma série de desafios. A seguir, separamos alguns dos principais:

#1 – Otimização do espaço

Maximizar a utilização do espaço disponível no armazém é um desafio constante. A busca pela eficiência no espaço físico pode envolver uma série de elementos, mas principalmente, necessita equilibrar a capacidade de armazenamento com a acessibilidade e movimentação eficiente dos produtos.

#2 – Gestão precisa de estoques

Manter níveis de estoque adequados e evitar excessos ou escassez requer um equilíbrio delicado. Sistemas de gestão de estoque precisos são essenciais para atender à demanda sem comprometer a eficiência operacional.

#3 – Integração de tecnologia

Incorporar tecnologias avançadas, como sistemas automatizados de armazenamento e coleta de dados em tempo real, é crucial para aumentar a produtividade. O desafio está em garantir uma integração sem interrupções ou atrito nas operações.

#4 – Flutuações na demanda

A incerteza nas demandas do mercado pode levar a flutuações imprevisíveis. Adaptação ágil é crucial para evitar excessos ou escassez, mas nem sempre é fácil implementá-la no dia a dia agitado.

#5 – Gestão de devoluções

Lidar de maneira eficiente com devoluções requer processos claros e eficazes para garantir que os itens possam ser reintegrados ao estoque ou reciclados de maneira eficiente. Nesse sentido, uma boa estratégia de logística reversa é essencial.

Logística de armazenagem na prática: o que grandes players estão fazendo?

A seguir, separamos dois cases que podem ajudá-lo a entender como a logística de armazenagem acontece na prática e como grandes companhias estão utilizando novas tecnologias para impulsionar suas operações:

Supermercado Ocado

A Ocado, uma empresa britânica de supermercados online que tem se destacado pelo uso de robôs em seus armazéns altamente automatizados.

Armazéns robotizados

A Ocado utiliza robôs altamente avançados em seus armazéns. A utilização de robôs elimina a necessidade de espaços de corredores tradicionais, maximizando a eficiência do espaço de armazenamento.

Algoritmos de roteamento inteligentes

A empresa implementa algoritmos avançados para otimizar o roteamento dos robôs. Isso permite uma movimentação eficiente pelos estoques, reduzindo os tempos de espera e melhorando a velocidade de preparação de pedidos.

Arquitetura modular

A arquitetura modular de seus armazéns permite uma escalabilidade eficiente. A empresa pode replicar e expandir seus centros de distribuição de maneira relativamente rápida, atendendo à crescente demanda por serviços de supermercado online.

DHL

A DHL é uma das maiores empresas de logística do mundo, e suas iniciativas inovadoras na logística de armazenagem são referências:

Armazéns inteligentes com IoT:

A DHL tem implementado armazéns inteligentes que utilizam a Internet das Coisas (IoT). Sensores e dispositivos conectados monitoram em tempo real o status dos produtos, as condições ambientais e outros parâmetros críticos, permitindo uma gestão proativa e uma resposta rápida a eventos imprevistos.

Soluções de drones e robótica:

A empresa tem explorado o uso de drones para realizar inventários em seus armazéns. Essa abordagem agiliza o processo de verificação de estoque e permite verificações mais frequentes, contribuindo para uma gestão mais precisa dos inventários. 

Sistemas de picking automatizados:

A DHL tem investido em sistemas automatizados de picking, em que robôs ou outros dispositivos automatizados são responsáveis por coletar itens dos estoques, aumentando a eficiência e diminuindo erros.

8 dicas para desenvolver uma logística de armazenagem eficiente para sua empresa e com baixo investimento

Embora temas como inovação e automatização parecem restritos apenas a grandes companhias, empresas de todos os tamanhos podem e devem investir em métodos que tornem sua operação mais ágil.

Separamos dicas essenciais que qualquer empresa pode utilizar para melhorar a eficiência de seus armazéns, mesmo com pouco investimento. Confira:

  1. Invista em organização: manter um layout organizado e lógico facilita a movimentação de produtos. Use prateleiras, racks e etiquetas para uma identificação clara dos itens.
  2. Gestão de estoque estratégica: implemente práticas de gestão de estoque eficientes, como o método PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai), para minimizar obsolescência e garantir uma rotação adequada dos produtos.
  3. Use tecnologia: aproveite soluções tecnológicas acessíveis, como aplicativos de gestão de estoque para rastrear movimentações, monitorar níveis de estoque e facilitar a tomada de decisões informadas.
  4. Capacitação da equipe: invista em treinamento para a equipe, destacando a importância da eficiência no manuseio de mercadorias e na utilização de espaços de armazenamento.
  5. Parcerias: avalie a possibilidade firmar parcerias com empresas de logística ou serviços de fulfillment para terceirizar parte das operações logísticas, reduzindo custos fixos.
  6. Aproveitamento vertical do espaço: utilize prateleiras altas e empilhamento inteligente para otimizar o espaço vertical, permitindo armazenar mais produtos sem a necessidade de expansão física.
  7. Padronização de processos: padronize processos para garantir consistência nas operações, reduzindo erros e aumentando a eficiência.
  8. Melhoria contínua: fomente uma cultura de melhoria contínua, incentivando a equipe a sugerir e implementar ideias para otimizar processos com base em sua experiência diária.

Ao implementar essas práticas, qualquer empresa pode ter armazéns mais eficientes e adaptáveis, mesmo com poucos recursos, o importante é investir em melhorias incrementais e na utilização inteligente dos recursos disponíveis.

A logística de armazenagem gira em torno de processos estratégicos desenhados para otimizar a gestão de estoques e garantir a eficiência na movimentação de mercadorias.

Quer descobrir como implementar as melhores práticas e inovações tecnológicas na sua operação? Conheça a Imersão Executiva da Imlog, a formação ideal para  líderes que desejam elevar sua operação para o próximo nível

  • Amanda Moura

    Amanda Moura é formada em Ciências Sociais e do Consumo pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e se dedica a estudar comportamento, consumo e tendências.

Newsletter ImLog

Cadastre-se e conheça a logística sob um novo olhar

Mais lidos

Assine a Newsletter da Imlog

Esteja sempre antenado sobre as últimas notícias do universo logístico!